About Me

Conferência Municipal discute financiamento público e participação social da Assistência Social de Umarizal



Com o tema ‘Assistência Social: Direito do Povo, com financiamento público e participação social’, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação (SMASH) de Umarizal realizou na manhã desta quarta-feira, 28, no auditório da Câmara Municipal, a 9ª Conferência Municipal da Assistência Social. O evento contou com a participação da sociedade civil organizada e principalmente dos serviços, programas e órgãos que compõem hoje a assistência social local.

“Não poderíamos ficar de fora desse momento tão importante que não é só a nível municipal, mas todo o Brasil que está mobilizando suas conferências. E o intuito é levantar bandeira do SUAS (Sistema Único da Assistência Social), e mobilizar todo Brasil diante da situação que o SUAS está enfrentando em nosso país”, destacou o secretário de Assistência Social de Umarizal, Lucas Alves.

A conferência local contou com palestras da assistente social do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Daiana Moura e da psicóloga do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), Jany Dias. “As palestras da nossa conferência tiveram o intuito de conscientizar a população e mostrar que não é o momento de divisão, pois estamos vivendo um momento que temos onde é preciso união em busca dos direitos e recuperar tudo aquilo que temos perdido nos últimos anos”, lembrou Lucas.

Também participando da conferência, a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Ayala Nícolla explicou que este ano o evento é realizado de forma extraordinária. “Esse ano a conferência, diferente de outros anos, ela não é completa. Isso porque aconteceu um caso inédito onde o Governo Federal não aprovou a Conferência Nacional de Assistência Social. Não aprovando a conferência, ela não fica oficializada. Então estamos realizando essa ação de forma extraordinária para que não se deixasse de ser realizada”, detalhou.

“Nossa assistência nasceu de conferência, a lei que rege a assistência nasceu de conferência, o SUAS nasceu de conferência. Com um momento como este, nós podemos trazer a população para tomar conhecimento principalmente do que é a assistência”, complementou a presidente.

O vice-prefeito municipal, Raimundo Dias também participou da conferência. Ele reforçou a importância do município assumir o protagonismo de realizar o evento, mesmo diante do quadro de instabilidade. “Através dela [da conferência], a gente aproxima a população dos serviços da Assistência Social. Temos muitas famílias humildes em Umarizal e que necessitam de uma Assistência Social ativa, forte e isso nós temos garantido”, ponderou o gestor.

O secretário de Assistência Social, Lucas Alves finalizou agradecendo aos profissionais que colaboraram com a realização da conferência. “É um momento muito importante para assistência social da cidade de Umarizal e por isso quero agradecer a toda equipe da assistência social: CREAS, CRAS, SCFV, Criança Feliz, toda equipe que se empenhou para realizar esse evento”, finalizou.  

A coordenadora do CRAS e uma das organizadoras da conferência, Paula Pinheiro lamentou no final a falta de uma maior participação dos chamados usuários da assistência social. "Esse é um momento, principalmente, de participação popular. É fundamental a participação do cidadão que pode usar uma conferência como essa para colaborar com o fortalecimento do trabalho que a gestão vem realizando de forma tão efetiva. Esperamos que nós próximos eventos, tenhamos mais pessoas que hoje se beneficiam através do CRAS, Cadastro Único, Criança Feliz e outros". 

Os secretários Francisco Geraldo (Esporte, Cultura e Lazer), e Lázaro Dias (Agricultura), além do coordenador da Defesa Civil municipal, Zé Moura participaram do evento. 

Apresentação Cultural

Antes das palestras, os participantes da 9ª Conferência Municipal da Assistência Social assistiram ao espetáculo "Quebra de Silêncio", do Coletivo Invisível de Teatro de Umarizal. A peça aborda a questão da violência contra a mulher, problemática que vem sendo tratada pela Secretaria de Assistência Social através da campanha Agosto Lilás. Ações de conscientização tem sido realizadas pelo CRAS e CREAS. 








































































0 Comentários