Mais 40 pessoas devem ser beneficiadas com próteses dentárias em janeiro em Umarizal



Mais 40 umarizalenses devem ser contemplados com próteses dentárias no mês de janeiro, segundo informou o secretário municipal de Saúde, Ubiratan Paiva. Na manhã desta segunda-feira, 23, os 60 primeiros pacientes receberam a peça.

“Na segunda semana de janeiro, a empresa está vindo fazer mais uma vez a etapa de moldagem. Serão cerca de 30 a 40 pessoas beneficiadas. Nesse período, a empresa também estará à disposição para fazer reparos, caso necessário, nas próteses que foram entregues hoje”, explicou Ubiratan.

Dentista da empresa responsável por fornecer as próteses à Prefeitura de Umarizal, Gerson Alves explica a importância da prótese dentária. “A prótese tem como função principal reabilitar o sorrido dos pacientes. Uma prótese serve para saúde através da mastigação, e da estética, pois o cartão de visita do ser humano é o sorriso”.

O profissional destacou ainda o benefício para população. “Para as pessoas de Umarizal, receber um trabalho desse da prefeitura, do Governo, é um grande benefício, pois muitas pessoas procuram particular e não conseguem, e aqui a prefeitura está dando”, frisou.

Segundo o dentista, a prótese é feita com material de alta qualidade e tem durabilidade de 5 a 7 anos. “Ela é feita com material de qualidade e em um laboratório. É uma prótese feita de resina acrílica. As pessoas a conhecem como prótese de náilon. É boa, todo mundo conhece e procura”, afirma.

Gerson destaca que a empresa responsável por fornecer o material não se responsabiliza apenas pela produção e entrega das próteses, mas também assegura suporte aos pacientes. “Damos todo auxilio. Se o paciente recebeu hoje, e ele ver que a prótese está machucando, necessitando de um ajuste, ele pode retornar e marcar o ajuste. Prótese é um processo, não dá para colocar e já sair 100%. É preciso adaptação”, finalizou.

O programa Brasil Sorridente é uma política do governo federal que objetiva ampliar o atendimento e melhorar as condições de saúde bucal da população brasileira.

Comentários