Rainha da Bateria dispensa sutiã e usa 'tapa sexo de peito' para ter liberdade na avenida

Andrea Capitulino antes de entrar na avenida — Foto: Celso Tavares/G1

Andrea Capitulino quer liberdade na avenida em seu quarto ano à frente da bateria da Acadêmicos do Tatuapé: neste ano, ela dispensou o sutiã e vai desfilar com strass colados ao peito. “Tapa sexo de peito”, brincou a empresária.

A rainha de bateria leva o carnaval com disciplina: dos últimos 12 meses, descansou apenas em um. Neste ano, ela já ganhou 15 cm de bumbum e perdeu 10 quilos.

Ela estreou na escola em 2017 e foi campeã nos dois primeiros anos. “Agora queremos recuperar o título perdido em 2019. Já fiz promessa, todos os rituais possíveis e pedi para todos os meus orixás”, contou.

Antes de desfilar no Anhembi, ela medita sozinha no quarto de hotel. “Se chegar perto dela, apanhamos”, diz o marido e preparador da musa, Paulo Gelatti.

Foto: Celso Tavares/G1
 Esse ano, a Acadêmicos do Tatuapé homenageia a cidade de Atibaia com o enredo “O ponteio da viola encanta... Sou fruto da terra, raiz desse chão. Canto Atibaia do meu coração”.

A escola será a quinta a desfilar no Anhembi na madrugada deste sábado (22).

Campeã por dois anos seguidos, em 2017 e 2018, ela tenta retomar o posto com homenagens à arte e às riquezas da cidade no interior de São Paulo.

A fantasia de Andrea representa a baliza. A bateria vai representar a fanfara. Para compor o costeiro, ela usou 400 penas de faisão albino real, tingidas com as cores da escola.

Do G1

Comentários