About Me

Morador de rua morre após ser espancado e queimado


O corpo de um homem foi localizado na madrugada desta sexta-feira (27/03) próximo ao Parkshopping, no Guará. A vítima apresentava ferimento na cabeça, queimaduras na região das nádegas e pernas. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, trata-se de um morador de rua. Ele teria sido agredido até a morte. Polícia Militar foi acionada.

A vítima foi identificada como José de Cerqueira, 60 anos. Ainda não há informações sobre a motivação e o suspeito do crime. No local do crime, os policiais e bombeiros encontraram objetos queimados. As investigações serão conduzidas pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul). Esta semana, a PCDF prendeu um motorista de aplicativo acusado matar um morador de rua, no dia 20 de fevereiro, em Ceilândia. O motivo teria sido vingança, pelo fato de a vítima ter assaltado o suspeito.


Também no começo desta semana, o DF registrou um outro homicídio. Um homem foi executado a tiros em plena luz do dia na avenida principal do Paranoá. Câmeras de segurança de comércios perto do local do crime filmaram o momento em que a vítima tenta, em vão, escapar dos assassinos.

Em determinado momento, o homem, ainda não identificado, escorrega próximo a um degrau e cai. Três homens se aproximam correndo e abrem fogo. Logo em seguida, fogem a pé do local.

O caso, apurado pela 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), é tratado como homicídio supostamente relacionado ao tráfico de drogas. Segundo a apuração dos investigadores, a perseguição começou próximo a um comércio de frutas e legumes, na Quadra 10 do Paranoá.

A vítima teria percebido e começou a correr por dentro do estabelecimento.Vazada, a loja que dá acesso tanto aos fundos quanto à calçada da avenida principal, que também serviu para rota de fuga de funcionários ao se assustarem com a correria.

Do Metrópoles

0 Comentários