About Me

Namoro em tempos de coronavírus: o que fazer e o que evitar


Promover queijos e vinhos virtuais, evitar muita intimidade nos relacionamentos virtuais e tentar manter o namoro para quem está enfrentando o isolamento juntos. Essas são algumas dicas de Julia Bekker, que há 15 anos atua no mercado de casamentos em Nova York.

"O coronavírus definitivamente afetará as interações da vida real - simplesmente não podemos nos encontrar agora", disse a especialista.  “Muitas pessoas estão se sentindo sozinhas e desejam ter parceiros de quarentena. Para alguns solteiros, 2020 era o ano em que eles começariam um namoro. E agora, por razões fora de seu controle, chegou a um impasse.”

Julia Bekker acredita que pode haver um frenesi de atividade em aplicativos de namoro, pois as pessoas se sentem entediadas e sozinhas durante o auto-isolamento.

"Se mais pessoas estão se inscrevendo em aplicativos de namoro, é porque estão gastando esse tempo para explorar", disse.


Ela acrescentou que, se você se sentir pronto para um relacionamento, a quarentena pode ser o momento perfeito para ver quem está lá fora.

“Seria um ótimo momento para as pessoas que procuram um relacionamento se inscreverem nos aplicativos. Por que não aproveitar esse tempo para conhecer alguém e criar um relacionamento com eles? A antecipação da reunião depois de conversar por tanto tempo será um grande acúmulo e acrescentará um pouco de emoção à quarentena.”

Julia recomendou que as pessoas caprichem na aparência, mesmo para um date virtual. "Apareça no encontro online como faria em qualquer encontro. Não exagere e use um vestido apertado e salto alto, se esse não for o seu estilo usual, mas pareça apresentável", alertou.

"Torne os encontros divertidos. Você pode ter uma noite de vinho e queijo, e talvez no sua segundo ou terceiro date você possa usar algumas perucas e fazer uma festa."

Julia alertou sobre o envolvimento em atividade sexual virtual se você estiver procurando por um relacionamento.

"Por que você faria sexo por telefone quando não faz sexo regular? Se sua intenção é estar em um relacionamento, eu diria que não. Se você apenas quer se divertir, eu diria que sim. Depende de quais são suas intenções."

Bekker também alertou contra novos casais que desrespeitam as regras de quarentena e se encontram.  "Eles vão ficar com um metro e meio de distância? Eu duvido que se forem se conhecer pessoalmente irão manter esse limie. É melhor evitar."

E quem já mora junto?
Para aqueles que já estão em relacionamentos, Julia Bekker expressou preocupação sobre como os casais ficariam presos em locais fechados por semanas, senão meses.

"Depende do tamanho dos apartamentos deles", brincou a especialista. "Isso pode ser um desafio para casais que moram juntos".

"Eu também acho que as pessoas solteiras estão olhando para casais e achando que a grama é sempre mais verde", acrescentou ela. "Eles gostariam de ter parceiros para passar por isso, mas isso definitivamente cria um desafio para que os parceiros não pulem na garganta um do outro. ”

Bekker disse que alguns de seus clientes decidiram parar completamente de namorar durante a pandemia, e ela também se preocupou com relacionamentos incipientes que não sobreviveriam ao coronavírus.

“Alguns dos meus novos clientes que ainda estão solteiros e me contrataram pouco antes da quarentena do coronavírus decidiram que querem esperar até que o mundo volte ao normal para se casar",  disse ela.

Ela alerta que relações ainda instáveis, que estão no quarto, quinto encontro, as chances de fracasso são maiores. "Os relacionamentos desaparecem quando a pessoa não está na sua frente. As coisas têm a capacidade de fracassar se você não manter o ritmo."

Do R7

0 Comentários