Padre é sequestrado de seminário, amarrado, agredido e roubado



Um padre de 58 anos foi sequestrado nesse sábado (29) quando saía do seminário no Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), e acabou amarrado, agredido e roubado pelos bandidos.

O crime teve início por volta das 19 horas. O padre foi rendido por dois ladrões ainda no pátio do seminário.

Segundo o sacerdote, os dois homens estavam em uma motocicleta e estavam armados.

Publicidade
Eles amarraram as mãos e os pés do padre com cordas e o levaram para a região do Coxipó, em Cuiabá, nas proximidades do Bairro Jardim Imperial.

Ele ficou sob cárcere privado até pouco depois da 1 hora da madrugada desse domingo (1º), sempre com uma arma apontada para si e sendo agredido fisicamente pelos criminosos.

Por volta de 1h30, os bandidos o abandonaram em meio a um matagal, ainda amarrado. O padre conseguiu se soltar e andou até chegar em um condomínio fechado, onde pediu ajuda a uma moradora, que o socorreu e acionou a polícia.

A camionete que o padre dirigia, uma Toyota SW4 com placa de Vilhena (RO), seus documentos, dinheiro e celular foram roubados.

O veículo foi encontrado por volta das 2 horas em uma barreira da Polícia Militar em Barra do Bugres (170 km de Cuiabá), já próximo de Porto Estrela (180 km de Cuiabá), na rodovia que leva à Bolívia.

Do O Livre

Comentários