About Me

Jovem que matou namorado envenenado é executada a mando da ex-cunhada


A Polícia Civil de Alagoas prendeu, nessa quarta-feira (22/04), três pessoas acusadas de participarem de um homicídio, em 2019. Steffany Rayane dos Santos, de 21 anos, era acusada de ter matado o namorado, Rafael José Calheiros, envenenado. Por vingança, a irmã de Rafael, com ajuda de dois homens, matou Steffany, em agosto do ano seguinte à morte do irmão. As prisões são temporárias.


O caso chocou moradores da comunidade de Rio Largo. De acordo com o delegado Lucimério Campos, responsável pela investigação, a morte de Steffany foi planejada pela ex-cunhada depois que a vítima conseguiu o direito de responder pelo assassinato de Rafael em liberdade, monitorada por tornozeleira eletrônica.

“Nós reunimos provas contra eles, eu tenho 30 dias para concluir o inquérito e remeter à Justiça, que vai decidir se converte as prisões em preventivas, que não têm prazo para soltura”, afirmou o delegado, ao G1.

Duas das pessoas presas nessa quarta-feira, um casal, não negaram nem confessaram o crime. Ficaram em silêncio. O terceiro envolvido, um homem, foi preso em Marechal Deodoro, cidade vizinha. Ele é apontado pelos investigadores como o executor de Steffany, mas negou participação no homicídio.

A policia também informou que no dia à morte da jovem, o namorado da irmã de Rafael Calheiros entrou em contato com o suposto executor do homicídio e o levou até o conjunto Jarbas Oiticica, em Rio Largo, onde teriam cometido o crime, e fugiram depois para Marechal Deodoro.

Do Metrópoles

0 Comentários