Lagoa de Pedras, no RN, confirma primeira morte por coronavírus


O município de Lagoa de Pedras, na região Agreste potiguar, registrou o primeiro óbito por coronavírus, no último sábado (11). O teste que confirmou o diagnóstico saiu neste domingo (12). Segundo a Secretaria de Saúde do município, a paciente era uma mulher, com idade entre 55 e 60 anos, e que estava com sintomas desde o dia 1º de abril. Ela tinha problemas cardíaco e asma.

De acordo com o secretário Alberto de Carvalho, a paciente deu entrada no hospital regional no dia 1º, passou por exames e foi medicada, mas voltou para casa. Com a piora, voltou ao sistema publico de saúde no dia 5, sendo transferida para o Hospital Giselda Trigueiro, em Natal.

Ela faleceu no último sábado (11) pela manhã e foi sepultada à tarde, no município, seguindo os protocolos de segurança, segundo a prefeitura. Até então, era um caso suspeito para a Covid-19.

Conforme o secretário, o resultado do teste que confirmou o diagnóstico foi divulgado no final da tarde deste domingo (12). Além de ser asmática e cardiopata, a paciente tinha outros problemas de saúde e chegou a ser entubada, três anos atrás.

O município, que tem uma população de 7,5 mil pessoas, segundo o IBGE, ainda está investigando como a paciente poderia ter sido contaminada. Porém, familiares relataram que ela esteve em Natal dias antes para fazer uma consulta médica. Apesar da resistência de alguns deles, o município solicitou que a família permaneça em isolamento.

A morte da mulher deve integrar os números da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) no próximo boletim, que será divulgado nesta segunda-feira (13) - ela não consta no levantamento divulgado neste domingo (12), que apontava que o RN tem 15 mortes por coronavírus e 304 casos confirmados.

Outra morte ainda não registrada oficialmente é de uma idosa de 84 anos em Tenente Ananias - a segunda no município, confirmada nesta segunda-feira (13).

Do G1 RN

Comentários