About Me

Brasiliense ganha liminar para cultivar Cannabis e tratar depressão

A 15ª Vara Federal do Distrito Federal concedeu um habeas corpus, na segunda-feira (20/7), para autocultivo de Cannabis medicinal a um paciente com depressão e ansiedade. O brasiliense de 21 anos entrou com o pedido e, em uma semana, foi concedida a liminar para dar continuidade ao tratamento.

Ao Metrópoles, Arthur (que pediu para não ter o sobrenome revelado por medo de represálias) contou que decidiu recorrer à Justiça após ter melhora no quadro psicológico pelo consumo da erva. A ação foi baseada em laudos de médicos que receitaram o uso da substância e acompanharam a evolução do caso.

“Estou muito surpreso e feliz. Foi uma decisão inesperada, porque sempre nos disseram o contrário. Meus pais ficaram muito felizes. Ficavam muito preocupados por conta do acesso ilegal à droga, não apenas em questão de segurança, mas em violência policial”, afirmou.

Estudante de enfermagem, Arthur faz uso da Cannabis medicinal desde o fim do ano passado, quando procurou uma psiquiatra que o encaminhou a uma neurologista. Foi ela quem o acompanhou no tratamento, mas o diagnóstico dele foi dado ainda em 2018, logo após sofrer um abuso sexual.


Do Metrópoles 

0 Comentários